Ame viver e para de ser briguento!!

11:49 Irismar Oliveira 6 Comments



A vida é única, curta e rápida.


Gosto muito de ouvir as mensagens do Pr. Claudio Duarte e alguns dias atras ouvindo uma das sua mensagens e escrevi uma parte dela e vou partilhar com vocês.

Ele fala sobre saber viver a vida que Deus nos deu, quantos de nós deixamos viver bons momentos por sermos pessoas implicantes, ranzinzas, criticas, ele disse: 

Não encrenco com qualquer coisa, pois a cada dia eu estou morrendo, cada dia que passa estamos na fila invisível da morte, onde ninguém sabe o numero da sua senha e a qualquer momento alguém vai gritar um numero e esse pode ser o seu, e depois alguns vão diz: "Nossa eu tinha tanto para viver", então porque não viveu! Ame viver, para de ser ranzinzo, briguento, procure viver a vida que tem, pois ela é única. 

Você pode assistir a mensagem completa Deus salve minha família

Fonte da imagem: https://www.google.com.br/

6 comentários:

Não lute sozinho.

12:24 Irismar Oliveira 2 Comments


Um piloto para seu barco



Por Pr. Amilton Menezes
A vida é um mar agitado, que muitas vezes nos surpreende com angústias, incertezas e sofrimentos. É como se estivéssemos num barco sem leme à mercê de uma furiosa tempestade. 

Sozinho você não terá condições de vencer. Deixe então que Jesus assuma o comando de sua vida e verá que suas angústias e tristezas se transformarão em esperança, seus sofrimentos em alegria. 

Ele está lhe dizendo agora: "Vem a Mim. Busque-me. Eu nunca falho. Eu sempre estou pronto para responder tuas orações. Não lute sozinho. Deixe Eu lutar por você! "  Fonte do artigo: Falando ao Coração


Fonte da imagem: https://www.google.com.br/
Postado por Vivendo pela Palavra: http://irismaroliveira.blogspot.com/

2 comentários:

Quero ser dependente de Ti Senhor!

10:52 Irismar Oliveira 8 Comments




Desejo obedecer-te...


Por Pâmmela Dayana 
Não me adianta a leitura sem a obediência 
Agora percebo bem que quanto mais eu compreender e aprender de Ti, 
Mais devo dispor-me à obediência voluntária e constante 
Temo afirmar que a Ti entregar-me-ei por completo 
Temo afirmar que nunca mais te desobedecerei, pois temo perecer com o pecado da desobediência

Nunca tive um temor assim, antes eu enchia meus lábios de promessas a Ti... 
Hoje eu temo prometer toda e qualquer coisa, porque agora te conheço melhor Pai querido, o que mais quero é obedecer-Te esquecendo-me completamente de mim.

O que mais quero é extinguir a minha própria vontade 
Porém, não confio em mim para afirmar que nunca mais farei o que desejo 
Temo a morte, ela parece próxima demais quando penso que eu poderia quebrar qualquer promessa a Ti.

Não sei o que fazer... eu só sei que não mais quero viver independente de Ti .Espero escutar-Te e prontamente obedecer-Te 
Espero amar-Te e amar Tua vontade de todo o coração 
Espero viver somente para realizar a Tua vontade... 
Espero que me escutes e me ajudes agora a entregar-me a Ti, pois eu não confio mais em mim...

Espero em Ti Senhor, escuta-me... 
Sei que eu não deveria temê-la, mas, ainda temo minha traiçoeira carne 
Ajuda-me a vencê-la por amor a Ti... 
Espero em Ti Senhor...

Não quero prometer e não cumprir, mas sei que não posso mais ter vida própria. Estou condenada à morte se ainda no egoísmo e independência de Ti eu escolher viver. Ajuda-me a dizer: Senhor Jesus, eu nunca mais te desobedecerei!  Não confio em mim Senhor, ajuda-me...

Fonte da imagem: https://www.google.com.br/

8 comentários:

Nada escapa do olhar de Deus!!

10:48 Irismar Oliveira 2 Comments


"E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele a quem havemos de prestar contas"
Hb 4:13

Deus sabe de TUDO!!

Deus é onisciente. Ele sabe todas as coisas — todas as coisas possíveis, todas as coisas reais, todos os eventos, conhece todas as criaturas, todo o passado, presente e futuro. Conhece perfeitamente todos os pormenores da vida de todos os seres que há no céu, na terra e no inferno. Nada escapa à Sua atenção, nada pode ser escondido dEle, não há nada que Ele esqueça! - 

Por Arthur W.Pink


Fonte da imagem: https://www.google.com.br/


2 comentários:

O peregrino moderno.

12:14 Irismar Oliveira 4 Comments


Olá amigo(a) hoje quero partilhar uma mensagem do livro " A viagem do outro cristão"  que tive a oportunidade de conhecer nesse final de semana, na casa de uma amiga quando ela me falou sobre ele e quando abri de incio essa parte chamou a minha atenção, espere que gostem e lhe traga uma palavra ao teu coração.


Nunca o mundo viu o que está presenciando na atualidade, nesta época de super-requintada tecnologia e acelerado avanço da ciência. O cristão do tempo de Bunyan atravessou a Feira da Vaidade. O Cristão de hoje, vive dentro dela, sem poder isolar-se. Ela o envolve,mansamente, por todos os lados, da manhã à noite, com o arminho (alvura, brancura) e o acetinado (a delicadeza, macio e lustruoso como o cetim) dos seus chamarises (atrativos, engodos); com as atrações mais coloridas de suas ofertas; com os tons suaves de suas promessas fictícias, ou então com o repúdio ostensivo ou dissimulado dos padrões morais e com os apelos violentos à licenciosidade (libertinagem) e ao desregramento. 

O cristão moderno, por isto, deve manter-se vigilante contra inimigos solertes (astutos) e implacáveis. Para tanto, tem necessidade de munir-se (abastecer-se de munições) com as poderosas armas da oração da Palavra.  Faz-se mister que o Espírito Santo de Deus o possua, imunizando-o contra as enfermidades contagiosas e fatais, oriundas de uma época a mais corrompida.

É dentro das labaredas deste século que convém ao servo fiel aceitar, como a planta ressequida aceita o orvalho, as Palavras do Senhor 


Finalmente, o servo de Deus, o viajor (peregrino, viajante) em demanda à Cidade Santa, precisa da convicção que tiveram os três homens da Babilônia dentro da fornalha ardente: A PRESENÇA DO QUARTO HOMEM com eles, para que um fio de cabelo, sequer, não se queime. É dentro das labaredas deste século que convém ao servo fiel aceitar, como a planta ressequida aceita o orvalho, as Palavras do Senhor


Fonte do artigo: Livro A VIAGEM DO OUTRO CRISTÃO - Frances Roberts - EDIÇÕES LOUVORES DO CORAÇÃO
Fonte da imagem: http://www.google.com.br/

4 comentários:

Desequilíbrios religiosos como evitar.

09:54 Irismar Oliveira 5 Comments



Como Evitar Desequilíbrios Religiosos


Por Arthur W. Pink 
Vigilância, oração, autodisciplina e aquiescência inteligente aos propósitos de Deus são indispensáveis para qualquer progresso real na santidade. Existem certas áreas de nossas vidas em que os nossos esforços para sermos corretos nos podem conduzir ao erro, a um erro tão grande que leva à própria deformação espiritual. Por exemplo:

1. Quando, em nossa determinação de nos tornarmos ousados, nos tornamos atrevidos. Coragem e mansidão são qualidades compatíveis; ambas eram encontradas em perfeitas proporções em Cristo, e ambas brilharam esplendidamente na confrontação com os seus adversários. Pedro, diante do sinédrio, e Paulo, diante do rei Ágripa, demonstraram ambas essas qualidades, ainda que noutra ocasião, quando a ousadia de Paulo temporariamente perdeu o seu amor e se tornou carnal, ele houvesse dito ao sumo sacerdote: "Deus há de ferir-te, parede branqueada". No entanto, deve-se dar um crédito ao apóstolo, quando, ao perceber o que havia feito, desculpou-se imediatamente (At 23.1-5).

2. Quando, em nosso desejo de sermos francos, tornamo-nos rudes. Candura sem aspereza sempre se encontrou no homem Cristo Jesus. O crente que se vangloria de sempre chamar de ferro o que é de ferro, acabará chamando tudo pelo nome de ferro. Até o fogoso Pedro aprendeu que o amor não deixa escapar da boca tudo quanto sabe (1 Pe 4.8).

3. Quando, em nossos esforços para sermos vigilantes, ficamos a suspeitar de todos. Posto que há muitos adversários, somos tentados a ver inimigos onde nenhum deles existe. Por causa do conflito com o erro, tendemos a desenvolver um espírito de hostilidade para com todos quantos discordam de nós em qualquer coisa. Satanás pouco se importa se seguimos uma doutrina falsa ou se meramente nos tornamos amargos. Pois em ambos os casos ele sai vencedor.

4. Quando tentamos ser sérios e nos tornamos sombrios. Os santos sempre foram pessoas sérias, mas a melancolia é um defeito de caráter e jamais deveria ser mesclada com a piedade. A melancolia religiosa pode indicar a presença de incredulidade ou pecado, e, se deixarmos que tal melancolia prossiga por muito tempo, pode conduzir a graves perturbações mentais. A alegria é a grande terapia da mente. "Alegrai-vos sempre no Senhor" ( Fp 4.4).

5. Quando tencionamos ser conscienciosos e nos tornamos escrupulosos em demasia. Se o diabo não puder destruir a consciência, seus esforços se concentrarão na tentativa de enfermá-la. Conheço crentes que vivem em um estado de angústia permanente, temendo que venham a desagradar a Deus. Seu mundo de atos permitidos se torna mais e mais estreito, até que finalmente temem atirar-se nas atividades comuns da vida. E ainda acreditam que essa auto-tortura é uma prova de piedade.


Enquanto os filósofos religiosos buscam corrigir essa assimetria (que é comum à toda raça humana), pregando o "meio-termo áureo", o cristianismo oferece um remédio muito mais eficaz. O cristianismo, estando de pleno acordo com todos os fatos da existência, leva em consideração este desequilíbrio moral da vida humana, e o medicamento que oferece não é uma nova filosofia, e sim uma nova vida. O ideal aspirado pelo crente não consiste em andar pelo caminho perfeito, mas em ser conformado à imagem de Cristo.

Fonte do artigo: http://www.editorafiel.com.br/
Fonte das imagens: https://www.google.com.br/

5 comentários:

A Vida cristã em um plano mais elevado!

07:00 Irismar Oliveira 7 Comments


Eu, porém, vos digo: não resistais ao perverso; mas, a qualquer que te ferir na face direita, volta-lhe também a outra; e, ao que quer demandar contigo e tirar-te a túnica, deixa-lhe também a capa. Se alguém te obrigar a andar uma milha, vai com ele duas. - 
Mateus 5:39 a 41


A Vida em um Plano Mais Alto é uma Exigência 


Podemos algumas vezes ver no mundo pessoas grandes; ou, pelo menos, que aparentam ser grandes. Algumas pessoas têm um bom gênio; não discutem quando contrariadas. Outras são tão tímidas, não dizem nada, pois estão com medo. Acredito, porém, que dentro delas, elas estão tão irritadas. Suas reações são tão pequenas quanto a sua vida. Não posso, portanto, dizer que a segunda milha é suficiente em si mesma porque a segunda milha é um princípio - o princípio de transcender. A face esquerda também é um princípio - o mesmo princípio, o princípio de transcender. Somente as reações que emanam deste princípio são boas o bastante para o cristão. 


Transcender significa elevar-se acima da situação. Não que simplesmente cerremos os dentes e permitamos que alguém nos bata. Não que simplesmente entreguemos com relutância a camisa a quem nos pede. Não que penosamente andemos a segunda milha porque fomos obrigados a fazê-lo. Fazer qualquer uma dessas coisas será inútil se não tivermos nos elevado acima da situação. Quem é capaz, então, de transcender? Aquele a quem o Senhor deu uma vida tão rica que quando esbofeteado, ele pode também oferecer a face esquerda. Aquele que tem a vida tão abundante que será capaz de andar duas milhas quando tiver sido obrigado a andar apenas uma. Em outras palavras, a reação cristã não é nem forçada nem medíocre. 


Ouvi certa vez uma irmã dizer: “Quase perdi a calma”. Quando ela falou, parecia estar falando de uma vitória. Essa, no entanto, não foi uma reação cristã; a reação cristã genuína necessita ser mais abundante e transbordante. Precisamos ser capazes de suportar mais. Isso é que é chamado de segunda milha. Se suportamos que alguém nos trate mal, esta é a nossa face direita. Mas se tratamos extremamente bem em troca, somos mais do que vencedores diante de Deus e essa é a face esquerda. A face esquerda significa plenitude; ela significa ter mais de reserva. Novamente, a vitória cristã está sempre transbordando; ela jamais é apenas o suficiente. Um cristão tem mais que o bastante de reserva. Ele sempre transcende o que pode fazer de si mesmo. Sua vitória portanto não é forçada. Ele não necessita cerrar os dentes e usar justificadas para proteger-se. Ele vence facilmente diante do Senhor e permite que Ele o faça crescer mais e mais. Ele é sempre capaz de manifestar a graça dos filhos de Deus! 


Por que então precisamos voltar a face esquerda? Assim fazendo indicamos que quando o Senhor permite que a mão do homem nos maltrate, nossa escolha é deixar que Ele aumente a Sua obra em nós, ao invés de diminuí-la. Voltamos assim a face esquerda. Mediante uma mão humana o Senhor pretende aumentar a nossa capacidade e nos fazer crescer. Essa mão humana opera apenas na face direita, mas nós acrescentamos a esquerda. A nossa reação não resiste ao que o Senhor está fazendo através do homem, como também Lhe permite intensificar a Sua obra. O Senhor lida conosco, e nós também lidamos conosco mesmos. Em outras palavras, quando as pessoas batem em nossa face direita, unimos nossas mãos às deles para bater em nós mesmos. Não nos opomos àqueles que nos batem; pelo contrário ficamos do lado deles. Achamos que um golpe não basta, acrescentamos então outro golpe. 


A nossa oração é: “Que a mão do Senhor esteja sobre mim". Se perdermos tudo, não poderemos perder nada mais. Quando estivermos completamente mortos, não poderemos morrer mais uma vez. Enquanto pudermos morrer, ainda não morremos o bastante. Desde que possamos ainda perder, não perdemos o bastante. Estamos desejosos de aumentar a obra da mão do Senhor em nós, ao invés de diminuí-la”. Se formos capazes de permanecer ao lado do Senhor e tratar conosco mesmos, jamais pensaremos em nos vingar dos outros. 


O nosso transcender é diante do Senhor, pois ninguém exige mais de nós do que o Senhor. O máximo que as pessoas podem exigir é a primeira milha, mas o Senhor exige a segunda milha. Não é extremamente rigoroso? O que o homem pode nos forçar a fazer está limitado à primeira milha, mas o que Lhe damos é algo mais. Acrescentamos porque o nosso transcender vem do Senhor.

Autor: Watchman Nee
Extraído do livro Não Eu, Mas Cristo


Fonte da imagem: https://www.google.com.br/

7 comentários:

Quem é o dono do teu coração?

07:00 Irismar Oliveira 6 Comments

"O coração do homem sempre tem um dono. A quem o
submetemos se torna  o seu Senhor".
Irismar Oliveira

As nossas escolhas 
revelam o dono do nosso coração.

Por Irismar Oliveira

Quero partilhar dois textos que descrevem bem como deve ser a nova vida de um cristão, pois muitos cristãos por ignorância espiritual justificam seus pecados, como as más atitudes, escolhas erradas dizendo que ninguém manda no coração, ninguém é dono do seu coração ou seja, mesmo sendo um filhos de Deus. Quando dizemos isso queremos dizer que não  temos controle sobre ele, mas quando lemos a bíblia podemos ver que as coisas não é bem assim, há recursos disponíveis para  um viver acima do pecado.

Como cristão quando dizemos que ninguém manda no coração na verdade estamos dizendo: Apesar de ser filho de Deus,  Deus não é o Senhor da minha vida  ou Ele não tem poder para me ajudar na hora da tentação ou me proteger de cair.

A bíblia diz em Jeremias 17 que "Enganoso é o coração do homem,", podemos ser enganos, achando que estamos bem e não estarmos nada bem, mas o texto continuar dizendo “Que pode sonda-lo?” ai vem a resposta "O senhor pode sondar" e  se Ele pode sondar, também pode controlar esse coração. Como filhos de Deus, não podemos esquecer que o coração do homem sempre vai um dono, e a quem o submetemos se torna seu Senhor.

Quando fazemos escolhas que a palavra de Deus reprova, não justifiquemos nossos pecados, com desculpas esfarrapadas, pois essas atitudes só revelam que a nossa vida não está sendo controlada pelo Espírito de Deus nem por sua palavra. Veja o que Martin Lloyd-Jones diz:

Quando você se torna cristão, não perde a sua personalidade, num sentido fundamental, mas você não é mais governado pela sua personalidade; a sua personalidade é governada pelo Espírito Santo, e assim, por meio da sua personalidade, as diversas graças, o fruto do Espírito, começam a mostrar-se. - Martin Lloyd-Jones

Muitos pensam que "morrer para si mesmo" é o que lhes causa tanta dor. Mas, na realidade, é a parte deles que ainda vive que é a causa do problema. Tome a sua cruz. Permita que tudo em você que não é nascido de Deus morra. – Fenelon. 

Quem é o dono do teu coração? 
As nossas atitudes e atitudes revelam a quem ele pertencem!

Vida de renuncia e vida controlada pelo Espirito de Deus é VIVER PELA FÉ, 

6 comentários:

O alto preço do pecado.

07:58 Irismar Oliveira 5 Comments

Porque o salário do pecado é a morte,.
Romanos 6:23

O preço do pecado 

O castigo trazido pelo pecado é estabelecer e enraizar o pecador mais e mais em seu pecado. Não é só Deus quem nos irá punir pelo nosso pecado; o pecado instala-se em nós e cobra de nós todos, seu alto salário próprio. 

Não há esforço nem oração que nos capacite para pararmos de fazer certas coisas; e o castigo que o pecado nos impõe é, aos poucos, levar-nos a nos acostumarmos com tudo que ele é a ponto de não mais querermos reconhecê-lo como pecado. Nenhum poder, a não ser o influxo do Espírito Santo, pode alterar estas consequências inerentes ao pecado. - 
Oswald Chambers


5 comentários:

Deus abre poços nos desertos.

08:09 Irismar Oliveira 4 Comments

E abriu-lhe Deus os olhos, e viu um poço de água; e foi encher o odre de água, e deu de beber ao menino. 
Gênesis 21:19


Temos odres, Deus os poços

Em Gênesis 21 :14 -19 falar do momento em que Hagar serva de Abraão teve que ser despedia para o deserto com seu filho. No versículo 21:14 diz que Então se levantou Abraão pela manhã de madrugada, e tomou pão e um odre de água e os deu a Agar, pondo-os sobre o seu ombro; também lhe deu o menino e despediu-a; e ela partiu, andando errante no deserto de Berseba. 

Fico imaginando o que se passava na sua cabeça, pois essa mulher foi para o deserto com seu filho com pão e água,, ela foi lançada a um futuro duvidoso, inseguro. Hagar como escrava tinha, certa “segurança” na casa da sua senhora, ela não precisava se preocupar com alguma coisa que agora fariam parte da sua vida e acredito que a pior era saber que ela não ia fazer essa caminhada sozinha. 

Deus pode ter  privado você das possibilidades pequenas para lhe proporcionar as grandes. 

A bíblia diz que Gn 21:15 que E consumida a água do odre, lançou o menino debaixo de uma das árvores. O único odre de água secou e agora 

Richard Wurmbrand no livro "Alcançando as alturas" Ed. Voz dos Mártires, o autor diz que essa mulher estava no deserto sem ESPERANÇA e que havia um fator que ela esquecera de levar em consideração. Nós também temos a tendência de esquecer disto quando estamos passando por dificuldades. Há um Deus. Em meio a um deserto onde a morte era a UNICA coisa certa, Deus  revelou um poço de água para essa mulher que estava com seu cantil vazio. 

Ele diz que às vezes Deus pode nos privar das possibilidades pequenas para nos proporcionar as grandes. 

Ele finaliza dizendo: Nós carregamos odres; Deus tem poços. Vamos tirar água dos poços da salvação. 

Desejo que todos os que vão ler essa mensagem e que estão enfrentando um deserto e seus odres já secaram lembre-se: HÁ UM DEUS!! 

Que em meio aos desertos possamos ter os olhos abertos e ir ao poço de Deus, encher os nossos odres  beber e dar de beber das águas quem vem de dEle.

Uma bela semana

Fonte da imagem: https://www.google.com.br

4 comentários:

A paciência e a Ira de Deus .

08:52 Irismar Oliveira 8 Comments

Deus é amor, mas também é justiça!


A Paciência X Ira de Deus 


O maior milagre do mundo é a paciência e generosidade de Deus para com o mundo ingrato. Se um príncipe tem inimigos metidos numa de suas cidades, não lhes envia provisões, mas mantém sitiado o local e faz o que pode para vencê-los pela fome. Mas o grande Deus, que poderia levar todos os Seus inimigos à destruição num piscar de olhos, tolera-os e se empenha diariamente para sustentá-los. Aquele que faz o bem aos maus e ingratos, pode muito bem ordenar-nos que bendigamos os que nos maldizem. 

Não penseis, porém, que escapareis assim, pecadores; o moinho de Deus mói devagar, mas mói fino; quanto mais admirável é agora a Sua paciência e generosidade, mais terrível e insuportável será a fúria resultante dos abusos feitos à Sua bondade. Nada é mais brando do que o mar; contudo, quando se agita e forma temporal, nada se enfurece mais. Nada é tão suave como a paciência e bondade de Deus, e nada tão terrível como a Sua ira quando se inflama. - 

Por William Gurnall


Fonte da imagem: https://www.google.com.br/

8 comentários: