Tratar do comportamento sem lidar com a morte é perpetuar a morte.

07:47 Irismar Oliveira 18 Comments



A Palavra Final de Deus


Por Tullian Tchividjian
Nós, cristãos, temos uma tendência notável de focalizar quase exclusivamente o fruto do problema. Fazemos isso como pais ao lidar com nossos filhos; os pastores, com os membros da igreja; os maridos, com sua mulher; e as mulheres, com seu marido. Fazemos isso com nós mesmos. Por outro lado, o evangelho sempre trata das raízes do problema. E a raiz do problema não é o mau comportamento. O mau comportamento é o fruto de algo mais profundo. 

Harold Senkbeil identifica corretamente nosso verdadeiro inimigo: a morte. Em outras palavras, os pecados são o fruto de um problema mais profundo, um problema que somente Deus pode resolver. A morte é a raiz do problema. 

"Isto parece bom", ela pensou consigo mesma. Aquele fruto lustroso – ele clamava por ser comido, por ser desfrutado. E que experiência ampliadora seria esse desfrute – o conhecimento do bem e do mal, o Poderoso havia dito. Como ele poderia querer menos do que o melhor para os seus? 

"Meu marido e eu seremos como o próprio Deus?", ela pensou. "Ora, como isso pode ser tão mau?" 

A serpente foi sensata: era muito melhor conhecer o bem e o mal do que conhecer apenas o bem. 

"Tome, coma um pouco." Ela passou o fruto suculento para o seu marido. 

"É muito bom. Aliás, Adão, você sabe o que Deus queria dizer com a palavra – eu acho que era – ‘morrer’?" 

Todo comportamento pecaminoso – até nos cristãos – tem sua origem na morte que aconteceu no Éden. Tratar do comportamento sem lidar com a morte é perpetuar a morte. Os fariseus eram mestres nisso, e Jesus os chamou de "sepulcros caiados". Muitos de nós, cristãos, somos culpados de cometer esse mesmo erro. Tendemos a pensar no evangelho como o programa de Deus para tornar pessoas ruins em pessoas boas e não para tornar pessoas mortas em pessoas vivas. O fato é que Jesus veio primeiramente para realizar uma ressurreição da morte e não uma reforma moral – como sua própria e ressurreição demonstram. 

A seguinte citação foi extraída do excelente artigo de Senkbeil publicado no livro Justified: Modern Reformation Essays on the Doctrine of Justification(Justificado: Ensaios Reformados Modernos Sobre a Doutrina da Justificação): 

Muitas pessoas acham que o dilema humano é que nossas vidas estão fora de ajuste; não satisfazemos as expectativas de Deus. Portanto, a salvação se torna um questão de reorganizar nossas prioridades e ajustar nosso estilo de vida para corresponder com a vontade de Deus. Em sua forma mais grosseira, este erro leva as pessoas a pensarem que merecem sua própria salvação. Mais freqüentemente, no mundo evangélico contemporâneo, o erro tem um disfarce mais sutil: armado com perdão por meio de Jesus, as pessoas são instadas a praticar técnicas e princípios que Cristo ensinou para colocarem novamente seu estilo de vida em harmonia. 

É verdade que vidas pecaminosas estão fora de ajuste. Todos nós necessitamos do poder santificador do Espírito. Mas isso vem somente depois que nosso verdadeiro problema é resolvido. Os pecados são apenas o sintoma; o nosso verdadeiro dilema é a morte. 

Deus advertiu Adão e Eva de que o conhecimento do mal viria a um preço elevado: "No dia em que dela [da árvore do conhecimento do bem e do mal] comeres, certamente morrerás" (Gn 2.17). Nossos primeiros pais quiseram ser como Deus e se mostraram dispostos a pagar o preço. E ainda estamos pagando o preço: "O salário do pecado é a morte" (Rm 6.23); "Em Adão, todos morrem" (1 Co 15.22); "Estando vós mortos nos vossos delitos e pecados" (Ef 2.1). 

O verdadeiro problema que enfrentamos é a morte. A morte física, com certeza. Mas, em última análise e mais horrivelmente, a morte espiritual – ser separado de Deus para sempre. E todos têm de morrer. Você pode morrer sozinho ou morrer em Jesus. 

Em sua morte, Jesus Cristo absorveu a nossa morte e ressuscitou triunfantemente para remover todo o poder do sepulcro. Na promessa da ressurreição, a morte perde seu poder. Quando morremos com Jesus, nós vivemos realmente! 

A santificação consiste da compreensão diária de que em Cristo morremos e de que em Cristo ressuscitamos. Mudança de vida acontece à medida que o coração assimila diariamente a morte e a vida. Reforma diária é o fruto de ressurreição diária. Entender isso de outra maneira (o que sempre fazemos por costume) significa perder o poder e o principal ensino do evangelho. Em seu livro God in the Dock (Deus no Banco dos Réus), C. S. Lewis deixa claro o argumento de que "você não pode conseguir as coisas secundárias por colocá-las em primeiro lugar; você consegue as coisas secundárias somente por colocar as coisas prioritárias em primeiro lugar". O comportamento (bom ou mau) é uma coisa secundária. 

Em nossos dias, espera-se que os pregadores sejam especialistas em "renovação moral cristã". Espera-se que eles ofereçam listas de "faça isto", em vez de anunciarem: "Está consumado". Espera-se que eles façam alguma outra coisa "mais do que" expor aos olhos de suas congregações a obra consumada de Cristo, pregando uma absolvição total baseada tão-somente na justiça completa de Outro. Evidentemente, a ironia é que a renovação moral não acontece mesmo quando os pregadores seguem essa pressão. Focalizar-me no como estou fazendo mais do que naquilo que Cristo fez é narcisismo cristão (um oximoro, se já ouvi um oximoro) – o veneno da auto-absorção que destrói o poder do evangelho em nossa vida. Marinho Lutero comentou que "o pecado que está por trás de todos os nossos pecados é a mentira da serpente de que não podemos confiar no amor e na graça de Cristo e de que temos de tomar as questões em nossas próprias mãos". 

Em outras palavras, a renovação moral é refocalizar nossos olhos, removendo-os de nós mesmos e fixando-os na obediência daquele Homem, na cruz daquele Homem, no sangue daquele Homem – na morte e na ressurreição daquele Homem! 

"Em meu lugar, condenado ele foi e com seu sangue meu perdão selou – aleluia! Que Salvador!" Aprender a amar diariamente esta troca gloriosa, descansar em sua completude e viver sob a sua bandeira é o que significa ser moralmente reformado!



William Graham Tullian Tchividjian 
é o pastor da Igreja Presbiteriana Coral Ridge em Ft. Lauderdale, Florida. É professor visitante de Teologia no Reformed Theological Seminary e neto do conhecido pregador e evangelista Billy Graham. É formado em filosofia pela Universidade de Columbia e obteve seu M.Div pelo Reformed Theological Seminary. Tullian é autor de vários livros e contribui como um dos editors do jornal Leadership Journal. Ele é preletor em diversas conferência teológicas nos EUA e faz um programa de rádio, com meditações e pregações. É casado com Kim, com quem tem três filhos Gabe, Nate, e Genna.
Traduzido por: Wellington Ferreira
Copyright©2011 Tullian Tchividjian
Copyright©2011Editora Fiel
Traduzido do original em inglês: God’s Final Word – Extraído do Blog The Gospel Coalition

Você também pode gostar

18 comentários:

  1. Olá ganhei um selo de indicação do meu blog. e resolvi tbm indicar os blogs que gosto e tbm que leio, então endiquei seu blog. depois de uma passadinha no meu blog ;) beijos Deus abençoe

    http://thuanysales.blogspot.com/2011/06/indicacao-da-amiga-susy-hart-menina-dos.html

    ResponderExcluir
  2. Oi amiga Irismar! Não sei porque mais estava bloqueado, não conseguia postar nada em blog nenhum, mas agora consegui graças a Deus. Quanto ao texto e a sua descrição dispensa comentário. Adão e Eva ao comerem do fruto morreram instantanêamente a morte Espiritual, e por consequinte também passou a todos nós morte fisica.(Rom. 5.12)Paulo nos diz (Efs.2.5/6)que se estávamos mortos a vitória veio por Cristo Jesus Aleluia!

    ResponderExcluir
  3. Bom texto, verdades precisam ser ditas!

    estou voltando a ativa no mundo dos blogs! hehehe
    otimo dia!
    http://elainenf.blogspot.com/

    bjOo

    ResponderExcluir
  4. OI Thuany, obrigada minha amada pelo carinho de indicar o vivendo pela palavra a esse selo.

    Te desejo um bel dia

    ResponderExcluir
  5. OI Lainizinha, que bom que gostou achei essa mensagem tremenda pois fala da realidade que precisamos viver.

    Amiga que te-la de volta ao mundo dos blogueiros!!

    te desejo um bom dia!!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Irismar.
    Assim, como a morte é a raiz dos males que nos assolam aqui na terra, a renovação através da Vida que Cristo nos dá, nos afasta dessa morte .
    Boa mensagem!
    Tenha um ótimo fim de semana.
    Da
    Celina

    ResponderExcluir
  7. OI Eneas que bom amigo que seu problema foi resolvido,acho que era ainda o efeito do problema no blogger. Paulo diz que se com ele morremos com ele ressuscitamos aqui esta o segredo da nossa vida!!Que possamos aprender cada dia a viver por fé.

    Obrigada poro sua visita e participação!!

    Um bom dia

    ResponderExcluir
  8. Oh Pastora!
    Obrigada pelo comentario carinhoso no meu cantinho..
    desculpe minha ausencia daqui....
    Logo voltarei com mais tempo para me alimentar das maravilhas que tem por aqui e comentar!!!
    Bjussssss
    Te amo minha querida!
    Marly

    ResponderExcluir
  9. Oiii,Irismarr,bela mensagem muito edificante...
    Tenha um fim-de-semana maravilhoso
    um abraço xD
    Maria Goulart

    ResponderExcluir
  10. Oi Marly, obrigada também amiga,seja sempre bem-vinda!!!

    uma boa tarde!!

    ResponderExcluir
  11. OI Mari, que bom receber sua visita e saber que gostou.

    Uma bom fim de semana para vc também ´!!

    Abraço

    ResponderExcluir
  12. OI Celina essa é a nossa vitória a morte e ressurreição de Cristo. Como morremo com ele com ele viveremos!!

    Obrigada por sua visita e participação!!

    Uma boa noite

    ResponderExcluir
  13. Oi Iris, que bela mensagem amiga!
    Aqui você sempre posta mensagens que nos edificam, amém por isso!
    Querida, desculpe a ausência, tô passando nos blgues amigos pra colocar a leitura em dia e me desculpar. Primeiro foi a dificuldade em comentar, devido ao problema do blogger, depois que resolvi isso, é o meu tempo. Tem dias que nem ligar o computador daria, pois ele toma um tempo da gente né amiga? rsrsrs...e então por isso tem dias que entro ligeirinho, posto um texto e vou cuidar das coisas que preciso.
    Mas quero que saibas que o teu cantinho é especial pra mim viu? És muito preciosa e sempre que posso venho aqui te visitar e deixar um recadinho.

    Beijos carinhosos e um abençoado final de semana!

    ResponderExcluir
  14. Oi Cida, oh minha amiga fique na paz, pois sabemos que no dia-adia temos os nossos afazeres que nao podemos deixar de realizar. Muito obrigada também por sua amizade minha amada te agradeço pelas palavra de carinho e incentivo.

    Um abraço e um belo fim de semana.

    ResponderExcluir
  15. Oi Iris querida,boa noite!Que mensagem abençoada
    obrigada por compartilhar esta palavras que tanto me edificam.tenho aprendido muito aqui com vc.
    Deus continue a te abençoar e ao seu ministerio minha amada.Beijos,tenha um sabado maravilhoso.

    ResponderExcluir
  16. OI Rita que bom que gostou e foi abençoada que a cada dia possamos crescer na graça e no conhecimento do nosso DEus!!

    Minha amada obrigada por seu carinho através de suas palavras!!

    Te desejo um bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  17. Oi Iris,
    li esta mensagem hoje cedo no meu trabalho, mas o PC de lá não está postando comentários.Agora voltei pois esta mensagem falou muito comigo!
    Quantas vezes queremos acabar com o mau comportamento(fruto) sem tratar a raiz do problema...esta mensagem abordou de maneira excelente este assunto!
    Beijos amiga, tenha uma boa noite!

    ResponderExcluir
  18. Oi Gisele que bom amiga, também achei ela tremenda para as nossas vidas, quando temos essa compreensão muitas coisas muda em nossas vias.

    Obrigada por sua visita e participação!!

    Uma boa noite

    ResponderExcluir